Leituras do dia - 8/3/2021

Ver todo o calendário

  • Terceira Semana da Quaresma

     

     

    2Rs 5, 1-15a

     

     

    1 Naamã, general do exército do rei da Síria, gozava de grande prestígio diante de seu amo, e era muito considerado, porque, por meio dele, o Senhor salvou a Síria; era um homem valente, mas leproso. 2 Ora, tendo os sírios feito uma incursão no território de Israel, levaram consigo uma jovem, a qual ficou a serviço da mulher de Naamã. 3 Ela disse à sua senhora: Ah, se meu amo fosse ter com o profeta que reside em Samaria, ele o curaria da lepra! 4 Ouvindo isso, Naamã foi e contou ao seu soberano o que dissera a jovem israelita. 5 O rei da Síria respondeu-lhe: Vai, que eu enviarei uma carta ao rei de Israel. Naamã partiu com dez talentos de prata, seis mil siclos de ouro e dez vestes de festa. 6 Levou ao rei de Israel uma carta concebida nestes termos: Ao receberes esta carta, saberás que te mando Naamã, meu servo, para que o cures da lepra. 7 Tendo lido a missiva, o rei de Israel rasgou as vestes e exclamou: Sou eu porventura um deus, que possa dar a morte ou a vida, para que esse me mande dizer que cure um homem da lepra? Vede bem que ele anda buscando pretextos contra mim. 8 Quando Eliseu, o homem de Deus, soube que o rei tinha rasgado as vestes, mandou-lhe dizer: Por que rasgaste as tuas vestes? Que ele venha a mim, e saberá que há um profeta em Israel. 9 Naamã veio com seu carro e seus cavalos e parou à porta de Eliseu. 10 Este mandou-lhe dizer por um mensageiro: Vai, lava-te sete vezes no Jordão e tua carne ficará limpa. 11 Naamã se foi, despeitado, dizendo: Eu pensava que ele viria em pessoa, e, diante de mim, invocaria o Senhor, seu Deus, poria a mão no lugar infetado e me curaria da lepra. 12 Porventura os rios de Damasco, o Abana e o Farfar, não são melhores que todas as águas de Israel? Não me poderia eu lavar neles e ficar limpo? E, voltando-se, retirou-se encolerizado. 13 Mas seus servos, aproximando-se dele, disseram-lhe: Meu pai, mesmo que o profeta te tivesse ordenado algo difícil, não o deverias fazer? Quanto mais agora que ele te disse: Lava-te e serás curado. 14 Naamã desceu ao Jordão e banhou-se ali sete vezes, como lhe ordenara o homem de Deus, e sua carne tornou-se tenra como a de uma criança. 15a Voltando então para o homem de Deus,

  • Terceiro Domingo da Quaresma

     

     

    Salmo 41, 2. 3; SL 42, 3.4

     

     

    Resposta: “Minha alma tem sede de Deus, do Deus vivo: e quando verei a face de Deus?”

     

     

    2 Como a corça anseia pelas águas vivas, assim minha alma suspira por vós, ó meu Deus.
    3 Minha alma tem sede de Deus, do Deus vivo; quando irei contemplar a face de Deus?

     

     

    3 Lançai sobre mim a vossa luz e fidelidade; que elas me guiem, e me conduzam ao vosso monte santo, aos vossos tabernáculos.

    4 E me aproximarei do altar de Deus, do Deus de minha alegria e exultação. E vos louvarei com a cítara, ó Senhor, meu Deus!

  • Terceiro Domingo da Quaresma

     

     

    Lc 4, 24-30

     

     

    24 E acrescentou: Em verdade vos digo: nenhum profeta é bem aceito na sua pátria. 25 Em verdade vos digo: muitas viúvas havia em Israel, no tempo de Elias, quando se fechou o céu por três anos e meio e houve grande fome por toda a terra; 26 mas a nenhuma delas foi mandado Elias, senão a uma viúva em Sarepta, na Sidônia. 27 Igualmente havia muitos leprosos em Israel, no tempo do profeta Eliseu; mas nenhum deles foi limpo, senão o sírio Naamã. 28 A estas palavras, encheram-se todos de cólera na sinagoga. 29 Levantaram-se e lançaram-no fora da cidade; e conduziram-no até o alto do monte sobre o qual estava construída a sua cidade, e queriam precipitá-lo dali abaixo. 30 Ele, porém, passou por entre eles e retirou-se.

     

     

    Comentário

     

     

    Expulsaram Jesus - Os habitantes de Nazaré não reconheceram Jesus como Salvador e Messias. Para eles não passava do «filho do carpinteiro». Guardavam no íntimo o secreto ressentimento de não serem como Ele. A diferença os cegava e impedia de verem em Jesus o Enviado de Deus, o Prometido do Pai. Não é profeta quem quer, mas quem Deus chama e prova no fogo da tribulação. Cristo é sinal de contradição, pedra de escândalo. A sua pessoa e mensagem escandalizam o mundo e os seus critérios, levando os homens a fecharem os olhos à luz.

    A Igreja está no mundo como sinal de contradição. Porque denuncia erros e injustiças, tentam precipitá-la e enterrá-la na vala comum de mitos e ilusões. Mas em vão. A perseguição é o sinal que a distingue e autoriza diante dos homens. Quando a Igreja falar de Cruz e exigências, esmorecem aplausos, rareiam as turbas. O Evangelho radical ficará sempre em minoria. A cruz nunca foi popular.

    Também o cristão é profeta, «mal recebido na sua terra». A sua missão cumpre-se na fé. Contradições e fracassos vêm-nos como selo de garantia a autenticar o caminho percorrido e a percorrer. Se tudo te corre bem, desconfia. Talvez andes a profetizar ao sabor dos ouvintes. Cruzes e incompreensões são o salário prometido aos operários da messe. Se é «salário», tem de amargar; se é serviço do Reino, tem de haver cruz.

    Senhor, dá-me a audácia de passar, seguindo o meu caminho!

     

Share Button

<
>
    Abrir WhatsApp