Crise em Mianmar: Papa pede que o diálogo prevaleça sobre a repressão

Voltar

Publicado em: 3 de março de 2021

Crise em Mianmar: Papa pede que o diálogo prevaleça sobre a repressão

Papa chama a atenção para a crise em Mianmar, onde a situação está delicada desde o golpe de Estado em 1º de fevereiro

 

Nesta quarta-feira, 3, o Papa Francisco fez um apelo diante da crise em Mianmar. Francisco pediu que o diálogo prevaleça sobre a repressão e a harmonia sobre a discórdia.

 

A população de Mianmar passa por um momento delicado após o golpe de Estado em 1º de fevereiro. O ato depôs a líder da Liga Nacional para a Democracia (NLD), Aung San Suu Kyi. Desde então, houve uma série de manifestações pacíficas. Porém, a violência se instaurou, e no domingo, 28, ao menos 18 manifestantes morreram nos conflitos.

 

“Gostaria de chamar a atenção das autoridades envolvidas para que o diálogo prevaleça sobre a repressão e a harmonia sobre a discórdia. Dirijo um apelo também à comunidade internacional, para que atue a fim de que as aspirações do povo de Mianmar não sejam sufocadas pela violência. Que aos jovens daquela amada terra seja concedida a esperança de um futuro onde o ódio e a injustiça deem lugar ao encontro e à reconciliação.”

 

Concluindo o apelo, Francisco repetiu o desejo expresso há um mês. “Que o caminho rumo à democracia empreendido nos últimos anos por Mianmar possa ser retomado através do gesto concreto da libertação dos vários líderes políticos presos.”

 

Justiça e estabilidade

 

Com este apelo de hoje, o Papa dirige uma vez mais sua atenção ao povo de Mianmar. Na oração do Angelus de 7 de fevereiro passado, ele já havia feito um apelo em prol da justiça e da estabilidade no país. “Neste momento tão delicado, quero assegurar mais uma vez minha proximidade espiritual. Também minha oração e minha solidariedade”, disse na ocasião.

 

Francisco visitou Mianmar em dezembro de 2017, em uma viagem apostólica que também incluiu uma programação em Bangladesh.

 

 

 

Fonte: Canção Nova

Share Button
Tags: crise, Diálogo, golpe de Estado, Mianmar, Papa, Papa Francisco, repressão, Violência,

Nenhum comentário foi realizado, sejá o primeiro!

Deixe o seu comentário!

<
>
    Abrir WhatsApp